Bolsonaro na frente em pesquisas

Uma semana após ser vítima de um ataque a facada durante ato de campanha em Juiz de Fora (MG), o deputado Jair Bolsonaro (PSL) ampliou sua vantagem em relação aos adversários na corrida presidencial e viu sua taxa de rejeição deixar de ser a maior entre os candidatos. É o que mostra pesquisa XP Investimentos/Ipespe, realizada entre 10 e 18 de setembro. Segundo o levantamento, o parlamentar saltou de 23% para 26% das intenções de voto no intervalo de uma semana e agora está 14 pontos percentuais à frente de  Ciro Gomes (PDT), adversário mais bem posicionado na disputa. A margem de erro máxima é de 2 pontos percentuais para cima ou para baixo.

Pesquisas do DataPoder360 em São Paulo e em Minas Gerais registram de maneira minuciosa as dificuldades enfrentadas pelo candidato a presidente pelo PSDB, Geraldo Alckmin. Ele tem pontuação baixa nos 2 maiores colégios eleitorais, seu voto é pouco consistente e o maior adversário, Jair Bolsonaro (PSL), tem apoios cada vez mais cristalizados entre paulistas e mineiros.

Juntos, os eleitorados paulista e mineiro equivalem a 33,1% dos brasileiros que vão escolher o próximo presidente da República. Faltam pouco mais de 3 semanas para a eleição de 7 de outubro. Alckmin está muito atrás em São Paulo e em Minas Gerais. Tem 15% de intenção de votos entre paulistas. E meros 9% entre mineiros.O pior para o tucano é que Jair Bolsonaro, que disputa o mesmo eleitor conservador desejado por Alckmin, tem 24% tanto em São Paulo como em Minas Gerais.Eis os números gerais de intenção de voto nas pesquisas realizadas em São Paulo e em Minas Gerais de 9 a 11 de setembro, com 3.000 entrevistas em cada Estado e margem de erro de 2 pontos percentuais:

Você também poderá gostar...