PL 3951/21: CRIA O DIA NACIONAL DE COMBATE À FOME, À MISÉRIA E À DESIGUALDADE

Com o Projeto de Lei, protocolado pelo Deputado Nereu Crispim, fica instituído o Dia Nacional de Combate à Fome, à Miséria e à Desigualdade, a ser comemorado, anualmente, no dia 16 de outubro. A proposta tem como prioridade dar a devida atenção a este grave problema que enfrentamos, considerando com o ano pandêmico, o crescimento da fome, da miséria e da desigualdade trouxe um impacto da pandemia que ainda não tenha sido totalmente mapeado.

Segundo Agência/IBGE, o país tem 13, 5 milhões de pessoas om renda mensal per capita inferior a R$ 145, ou U$S 1,9 por dia, critério adotado pelo Banco Mundial para identificar a condição de extrema pobreza. Esse número é equivalente à população de Bolívia, Bélgica, Cuba, Grécia e Portugal. Dados recentes do Índice de Privação Brasileiro (IPB), da Fiocruz, apontam que a desigualdade responde por 30% da mortalidade de crianças de até cinco anos.

O parlamentar argumenta “Falar de pobreza no Brasil é falar de contradições e de desigualdades. Uma das maiores economias do mundo é também um dos locais mais desiguais. É onde poucos sentam-se à mesa com talher de prata e muitos não têm o que comer. É analisar quais são os fatores socioeconômicos que definem o nosso bem-estar”.

Veja a tramitação:

https://www.camara.leg.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=2306403

Você pode gostar...