PL766/21: TELEMEDICINA NO BRASIL

A pandemia nos provou que a tecnologia trabalha a nosso favor, em outros tempos, sem a internet a crise causada por uma pandemia seria incalculável. Com vista nisso o Deputado Nereu Crispim, apresentou o PL766/21 que dispõe sobre o uso da telemedicina em todo o território nacional, aplicando-se ao Sistema Único de Saúde – SUS e à Rede Privada de saúde. O projeto foi apensando ao PL 1998/20 com teor semelhante.

O parlamentar fez diversas observações em seu projeto, entre eles a livre decisão do paciente, ou de seu representante legal em optar por este modelo de atendimento. Ao médico, fica assegurada a liberdade e completa independência de decidir se utiliza ou recusa a telemedicina, ou seja, o projeto é importante, porém é apresentado como opção para facilitar o atendimento à saúde. Os serviços de telemedicina não substituem o compromisso constitucional de garantir assistência integral e universal aos pacientes.

Crispim argumenta que “com o uso de tecnologias de informação, que agregam qualidade e velocidade na troca de conhecimento, os médicos podem tomar decisões com maior agilidade e precisão, consultar outros profissionais distantes e da mesma forma, atender pacientes que também estão distantes, o que irá favorecer pessoas dos municípios do interior dos estados, por exemplo. Por meio da telemedicina, os especialistas conseguem acessar os exames de qualquer lugar do país, utilizando computadores e dispositivos móveis, como smartphones e tablets conectados à internet”.

Leia o inteiro teor do projeto:

https://www.camara.leg.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra?codteor=1971996

PL2155/2021 PROPOSTA POR NEREU CRISPIM INSTITUI A TELEMEDICINA PARA DETENTOS:

SAIBA MAIS:

PL2155/2021: INSTITUI A TELEMEDICINA PARA DETENTOS

Você pode gostar...